Bolsa Filantrópica

EDITAL DE BOLSA FILANTRÓPICA 2018 

O programa de bolsas de estudo é um processo anual voltado para alunos do Colégio Hélio Alonso em situação de carência econômica que nunca tiveram bolsas, conforme legislação vigente. A bolsa filantrópica é um benefício concedido parcial ou integralmente, através da análise da documentação e da renda bruta do grupo familiar. O processo é organizado por uma Comissão instituída para este fim. Tendo a atribuição de organizar, verificar documentação e conceder o benefício de acordo com o quantitativo estipulado pela OHAEC em função da legislação vigente, além de fiscalizar, no decorrer do ano, denúncias de concessão indevida. 

Mesmo o aluno estando enquadrado em um dos perfis (parcial ou integral) à concessão da bolsa filantrópica está condicionada ao número de créditos disponibilizados para o processo e a quantidade de bolsas estipuladas pela OHAEC.

Não há bolsa no meio do ano.

Para a manutenção da bolsa de estudos, todos os alunos beneficiados devem provar sua situação socioeconômica anualmente. Devendo apresentar a documentação exigida sempre em  agosto, a data é informada através de e-mail, circulares,  cartazes colados no Colégio e no site.

Fique atento aos prazos, pois não há prorrogação.

O fato de o aluno e/ou seu responsável ter expectativas de uma bolsa não autoriza a deixar de pagar sua prestação mensal no vencimento até o prazo final do resultado.

RENOVAÇÃO E SOLICITAÇÃO DE BOLSA (PARA ALUNOS JÁ MATRICULADOS)

  • Entrega de documentos: Até 31/08/2017 - 5ª Feira
  • Local para entrega: Unidade Colégio Hélio Alonso - Recepção
  • Reunião de esclarecimentos dia: 27/07/2017
  • Horário: 10 horas.
  •  

DOCUMENTOS QUE DEVEM SER ENTREGUES PARA ANÁLISE

O QUE ENTREGAR

  1. Imprima e preencha a folha de rosto;
  2. Cole a folha de rosto na frente do envelope que colocará os documentos do grupo familiar;
  3. Imprima, preencha e assine o formulário;
  4. Imprima a lista de documentos e providencie todos os do grupo familiar. 
  5. Imprima, preencha, e reconheça firma dos anexos use somente os necessários ao grupo familiar;
  6. Coloque todos os documentos aqui citados e os do grupo familiar separado por grau de parentesco dentro do envelope.                                                                    Ex.: Pai - todos os documentos do pai, Mãe- todos os documentos da mãe, filho 1 - todos os documentos do filho 1, filho 2 - todos os documentos do filhos 2.
  7. Protocole sob requerimento o envelope lacrado.

 

CÓPIAS DOS DOCUMENTOS EXIGIDOS DE TODOS OS MEMBROS DO NÚCLEO FAMILIAR DO ALUNO:

ATENÇÃO: OS DOCUMENTOS RELACIONADOS DEVEM SER AGRUPADOS E IDENTIFICADOS DE ACORDO COM O GRAU DE PARENTESCO.

Se a documentação foi extraviada anexar o boletim de ocorrência onde deve constar a relação de documentos que o aluno deixou de apresentar.

O QUE LER ATENTAMENTE

- Imprima e leia atentamente o Edital - Não precisa entregar no envelope;

- Imprima e leia atentamento o Manual do Aluno - Não precisa entregar no envelope.

O envelope deve ser entregue na recepção do Colégio, endereçado à comissão de Bolsa Filantrópica, com nome completo do aluno, matrícula e série, vide folha de rosto. Os documentos para renovação e solicitação são referentes a TODOS OS MEMBROS do grupo familiar..

FOLHA DE ROSTO

FORMULÁRIO

LISTA DE DOCUMENTOS

ANEXOS

Em caso de dúvidas, entre em contato com  jackeline@helioalonso.com.brcolocando como assunto 'Bolsa Filantrópica CHA' e o número de matrícula e série.

BOLSA DE ESTUDO

É um benefício concedido ao estudante do Colégio Hélio Alonso na forma parcial ou integral, após análise da documentação e da renda do grupo familiar, conforme a Lei 12.101/2009 modificada pela Lei 12868/2013.

COMO CALCULAR A RENDA FAMILIAR POR PESSOA

A renda familiar por pessoa é calculada somando-se a renda bruta de todos os componentes do grupo familiar e dividindo-se pelo número de pessoas que formam este grupo.

PERFIL DA BOLSA

Integral - Se o resultado da renda familiar por pessoa for até um salário mínimo e meio, o estudante poderá concorrer à bolsa integral.

Parcial - Se o resultado da renda familiar por pessoa for maior que um salário mínimo e meio e menor ou igual a três salários mínimos, o estudante poderá concorrer a uma bolsa parcial de 50%.

SÃO CONSIDERADOS MEMBROS DO GRUPO FAMILIAR:

Conforme portaria do MEC Portaria Normativa nº 12, de 27 de junho de 2012, além do próprio candidato, o conjunto de pessoas residindo na mesma moradia do candidato que, cumulativamente, usufruam da renda bruta mensal, e sejam relacionadas ao candidato pelos seguintes graus de parentesco: pai, padrasto, mãe, madrasta, cônjuge, companheiro (a), filho(a) e mediante decisão judicial, enteado(a), e os menores sob guarda, tutela e curatela com apresentação do documento específico.

O QUE É RENDA FAMILIAR BRUTA

MEC - PORTARIA NORMATIVA Nº 10, DE 30 DE ABRIL DE 2010

Art. 8º § 1º Entende-se como renda familiar mensal bruta a soma de todos os rendimentos auferidos por todos os membros do grupo familiar, que compreende:

I - o valor bruto de salários, proventos, vale alimentação, gratificações eventuais ou não, gratificações por cargo de chefia, pensões, pensões alimentícias, aposentadorias, comissões, pró-labore, outros rendimentos do trabalho não assalariado, rendimentos do mercado informal ou autônomo, rendimentos auferidos do patrimônio e quaisquer outros, bem como benefícios sociais, salvo seguro desemprego, de todos os membros do grupo familiar, incluindo o estudante; e

II - qualquer auxílio financeiro regular prestado por pessoa que não faça parte do grupo familiar.

DOCUMENTOS OBRIGATÓRIOS PARA COMPROVAÇÃO DE RENDA POR SITUAÇÃO:

SE ASSALARIADO

1.1 - Páginas da identificação - Página da foto e dados pessoais;

1.2 - Página do último contrato de trabalho e a seguinte mesmo que em branco;

1.3 - Página da última alteração salarial e a seguinte mesmo que em branco;

2 - Os três últimos contracheques;

3 - Imposto de Renda Pessoa Física, Simples ou Completo, todas as páginas.

SE DESEMPREGADO

- CTPS - Carteira de Trabalho e Previdência Social

1.1 - Páginas da identificação - Página da foto e dados pessoais;

1.2 - Página do último contrato de trabalho e a seguinte mesmo que em branco.

1.3 - Página da última alteração salarial e a seguinte mesmo que em branco;

2 - As três últimas guias de recolhimento do INSS, se contribuir;
3 - Imposto de Renda Pessoa Física, Simples ou Completo, todas as páginas ou anexo XI ou XII, assinado e com firma reconhecida em cartório;
4 - Anexo V, preenchido e assinado pelo próprio e com firma reconhecida em cartório;
5 - Extrato do CNIS (Cadastro Nacional de Informações Sociais), o documento deve ser retirado em qualquer agência do INSS pelo próprio.

Obs.:

1 - A carteira de trabalho é exigida mesmo que a pessoa nunca tenha trabalhado.

2 - Se a pessoa não tiver CTPS deve informar em declaração assinada e com firma reconhecida pelo próprio.

SE TRABALHADOR AUTÔNOMO

- CTPS - Carteira de Trabalho e Previdência Social

1.1 - Páginas da identificação - Página da foto e dados pessoais;

1.2 - Página do último contrato de trabalho e a seguinte mesmo que em branco.

1.3 - Página da última alteração salarial e a seguinte mesmo que em branco;

2 - As três últimas guias de recolhimento do INSS, se contribuir;

3 - Imposto de Renda Pessoa Física, Simples ou Completo, todas as páginas;

4 - Anexo IV, preenchido e assinado pelo próprio e com firma reconhecida em cartório; 

5 - Extrato do CNIS (Cadastro Nacional de Informações Sociais), o documento deve ser retirado em qualquer agência do INSS pelo próprio.

SE PROFISSIONAL LIBERAL

- CTPS - Carteira de Trabalho e Previdência Social

1.1 - Páginas de identificação - Página da foto e dados pessoais;

1.2 - Página do último contrato de trabalho e a seguinte mesmo que em branco.

1.3 - Página da última alteração salarial e a seguinte mesmo que em branco;

2 - As três últimas guias de recolhimento do INSS, se contribuir;

3 - Imposto de Renda Pessoa Física, Simples ou Completo, todas as páginas;

4 - Anexo IV preenchido e assinado pelo próprio e com firma reconhecida em cartório;

5 - Decore - Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos, feita por contador inscrito no CRC.

SE DIRETOR DE EMPRESA

- CTPS - Carteira de Trabalho e Previdência Social

1.1 - Páginas de identificação - Página da foto e dados pessoais;

1.2 - Página do último contrato de trabalho e a seguinte mesmo que em branco.

1.3 - Página da última alteração salarial e a seguinte mesmo que em branco;

2 - Imposto de Renda Pessoa Física, Simples ou Completo, todas as páginas;

3 - Imposto de Renda Pessoa Jurídica, Simples ou Completo, todas as páginas;

4 - Extrato do CNIS (Cadastro Nacional de Informações Sociais), o documento deve ser retirado em qualquer agência do INSS pelo próprio.

5 - Pró-labore feito por contador inscrito no CRC.

6 - Contrato da empresa.

SE APOSENTADO OU PENSIONISTA

1 - Extrato de pagamento do benefício do último mês, o documento precisa ser tirado do site do INSS.
2 - Imposto de Renda Pessoa Física, Simples ou Completo, todas as páginas;

SE ESTAGIÁRIO OU APRENDIZ

1 - CTPS - Carteira de Trabalho e Previdência Social

1.1 - Páginas de identificação - Página da foto e dados pessoais;

1.2 - Página do último contrato de trabalho e a seguinte mesmo que em branco.

1.3 - Página da última alteração salarial e a seguinte mesmo que em branco;

2 - Imposto de Renda Pessoa Física, Simples ou Completo, todas as páginas;
3 - Cópia do contrato de Estágio ou semelhante;
4 - Extrato do CNIS (Cadastro Nacional de Informações Sociais), o documento deve ser retirado em qualquer agência do INSS pelo próprio.

SE EMPREGADA DOMÉSTICA

1 - CTPS - Carteira de Trabalho e Previdência Social

1.1 - Páginas de identificação - Página da foto e dados pessoais;

1.2 - Página do último contrato de trabalho e a seguinte mesmo que em branco.

1.3 - Página da última alteração salarial e a seguinte mesmo que em branco;

2 - Estrato do CNIS (Cadastro Nacional de Informações Sociais), o documento deve ser retirado em qualquer agência do INSS pelo próprio.

3 - Se a carteira de trabalho não for assinada, apresentar anexo VII, preenchido e com firma reconhecida pelo patrão.

SE TIVER RENDA AGREGADA

1 - Apresentar anexo VI, preenchido por quem dá a renda e com firma reconhecida por quem contribui com a renda familiar para ?cobrir? as despesas.

SE NÃO SE ENCAIXAR EM NENHUMA SITUAÇÃO ACIMA

1 - CTPS - Carteira de Trabalho e Previdência Social
1.1 - Páginas de identificação - Página da foto e dados pessoais;
1.2 - Página do último contrato de trabalho e a seguinte mesmo que em branco.
1.3 - Página da última alteração salarial e a seguinte mesmo que em branco;
2 - Extrato do CNIS (Cadastro Nacional de Informações Sociais), o documento deve ser retirado em qualquer agência do INSS pelo próprio.
3 - Declaração do empregador onde conste salário mensal e carga horária, com firma reconhecida em cartório pelo mesmo ou anexo VII.
4 - Imposto de Renda Pessoa Física, Simples ou Completo, todas as páginas;